Bicicletário do Metrô Santana está fechado por falta de patrocínio

A vida do ciclista paulistano ficou mais complicada desde o final de 2012. Isso porque a maioria dos bicicletários do Metrô está fechada. Dos 17 locais de empréstimo e estacionamento de bicicletas, 12 estão paralisados desde o final do ano passado.

Os bicicletários fechados operavam nas seguintes locais: Estação Vila Madalena, Estação Sé, Estação Brás, Estação Carrão, Estação Corinthians-Itaquera, Estação Santa Cecília, Estação Marechal Deodoro, Estação Vila Mariana, Estação Paraíso, Estação Santana, Estação Liberdade e Estação Armênia.

A situação do usuário que pretende emprestar uma bicicleta é ainda pior. Dos cinco bicicletários em atividade, apenas dois possuem o serviço de empréstimo: Estação Butantã e Estação Jabaquara. Nos outros três (Estação Anhangabaú, Estação Guilhermina-Esperança e Estação Palmeiras-Barra Funda) é oferecido apenas o serviço de estacionamento.

O Metrô afirma que “problemas de gestão” fizeram com que o Instituto Parada Vital, ONG responsável por administrar os bicicletários, interrompesse a oferta do serviço em parte das estações. Por sua vez, a instituição diz que ficou temporariamente sem patrocinador e que a reabertura dos bicicletários fechados está programada para fevereiro.

Por outro lado, a Secretária Estadual de Transporte Urbano, responsável pelo Metrô, afirmou que ela própria busca novos patrocinadores para manter a oferta do serviço aos ciclistas.

Em 2012, somente nos bicicletários que estão fechados, foram realizados 22 mil empréstimos de bicicletas.

Fonte: O Estado de S.Paulo




Deixe seu comentário