No 8º ataque a shopping do ano, alvo foi Santana

No oitavo assalto do ano em shoppings paulistanos, sete homens armados com pistolas e revólveres invadiram o Santana Parque Shopping, na zona norte, às 22h30 de anteontem. Os ladrões entraram simultaneamente na Casa das Alianças e na JK Alianças. Levaram peças de mostruário e R$ 1,3 mil. Houve tiroteio. Dois seguranças e supostamente um ladrão ficaram feridos. Bandidos fugiram em um Ka e uma Saveiro.

Pouco depois do crime, a Polícia Militar informou que um dos vigias havia morrido. Ontem, em nota, o Santana Parque corrigiu a informação. “Dois seguranças do shopping foram atingidos e encaminhados ao Pronto-Socorro do Mandaqui.”

Minutos antes da ação, os ladrões pediram bolo, doces e refrigerantes em uma doceria na frente da Casa das Alianças. “Pegaram os doces e cada um sentou em um lugar. Alguns falavam no celular”, disse uma funcionária.

As imagens das câmeras que foram entregues à polícia mostram que os criminosos renderam um vigia em um corredor do primeiro piso, antes de entrar na loja. Segundo o shopping, apesar de não ter reagido, ele foi atingido por um tiro no rosto. A bala entrou de cima para baixo e ficou alojada na medula. Até a noite de ontem, o estado de saúde dele era grave. O outro, atingido na mão de raspão, foi liberado logo depois do atendimento.

Segundo a coordenadora da Casa das Alianças, Marisa Eugênia, a ação foi rápida. “Não deu três minutos.” Três criminosos renderam cinco funcionários, um cliente e um policial à paisana que fazia compras na loja. Os vendedores foram obrigados a abrir o cofre e o caixa da loja. Os bandidos fugiram em seguida. Na JK Alianças, nenhum representante se pronunciou.

O policial à paisana, da 4.ª Delegacia Seccional (Norte), reagiu após ouvir o disparo que atingiu o segurança na cabeça. Ele informou ter baleado um dos assaltantes. Policiais do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) percorreram hospitais da região, mas não localizaram o criminoso.

Pânico. Como era véspera do Dia dos Pais, o horário de funcionamento das lojas havia sido ampliado para as 23 horas. Praça de alimentação e cinemas estavam cheios. A cabeleireira Luciana Garcia, de 35 anos, fazia compras com as filhas, de 8 e 16 anos. “Tínhamos acabado de entrar em uma loja quando começaram a atirar. Tinha muito tiro, muita gente gritando. Corri com as minhas filhas para me esconder e só saí meia hora depois, com escolta da polícia.” À 1 hora de ontem, ela ainda aguardava liberação do estacionamento e não esquecia o desespero. “Mães com bebês deixaram os carrinhos e saíram correndo.”

Testemunhas contam que várias pessoas tentaram se refugiar nos cinemas. As sessões foram interrompidas por volta da meia-noite e os espectadores abandonaram as salas pelas saídas de emergência, onde receberam vouchers como reembolso.

O pedagogo Marcos Borges Pereira da Silva, de 43 anos, já tinha saído do cinema e estava com a família na praça de alimentação quando o tiroteio começou. “Corri para dentro de uma loja, que baixou as portas”, relatou. “Depois, a polícia nos encaminhou para uma saída e fomos embora para casa de táxi.”

Durante a madrugada, assim como outros clientes, Silva voltou para buscar seu carro. À 1h15, ele e Luciana foram acompanhados por funcionários do shopping até um acesso lateral para retirar os veículos.

Ontem, as lojas abriram normalmente. Não havia sinal de tiroteio ou tumulto nos corredores do shopping. Nas joalherias assaltadas, fechadas ao público, gerentes e vendedores contabilizavam os produtos perdidos e os valores levados.

O Santana Parque afirmou que tinha reforçado a segurança no sábado, não por causa dos assaltos a joalherias de outros shoppings, mas porque este é o procedimento padrão nas ocasiões em que cresce o movimento nas lojas. Os seguranças são terceirizados e trabalham armados, mas são orientados a não reagir no interior do estabelecimento.

CRONOLOGIA

12 de janeiro
Shopping Higienópolis
Três ladrões invadem a Montblanc e levam joias

4 de abril
Shopping Pátio Paulista
Relógios e joias são roubados da joalheria The Graces

3 de maio
Shopping Campo Limpo
Cliente é baleado após assalto a loja de surfe
16 de maio
Shopping Cidade Jardim
Oito assaltantes invadem a Tiffany e levam 72 peças

7 de junho
Shopping Cidade Jardim
Rolex levados da Corsage

3 de julho
Shopping Ibirapuera
Relojoaria S.Rolim é o alvo

10 de julho
Shopping Campo Limpo
Johara Gold é roubada

Fonte: Agência Estado




Deixe seu comentário