Polícia ouve nesta semana testemunhas de explosão em shopping de Santana

O delegado do Departamento de Proteção à Cidadania (DPPC), Hélio Bressan, informou que deve começar a ouvir nesta semana, entre terça (22) e quarta-feira (23), as pessoas que estavam no Santana Parque Shopping, na zona norte de São Paulo, quando uma chopeira explodiu e matou um jovem de 22 anos. O acidente ocorreu na noite de sexta-feira (18).

Nesta segunda-feira (21), o delegado voltou ao centro de compras para se interar ainda mais dos fatos ocorridos no dia da morte do jovem Caio Castro Júlio. A data e horário do início dos depoimentos ainda não estão definidos.

O local do acidente foi periciado logo após o crime e o Santana Parque Shopping funcionou normalmente no sábado (19).

Em nota, a administração do centro de compras e o franqueado da rede Mr. Beer lamentaram o acontecimento e informaram que se colocaram a inteira disposição da família da vítima para prestar assistência. O comunicado ainda dizia que “ambas empresas estão cooperando integralmente com os peritos da Policia Civil e com o Corpo de Bombeiros a fim de averiguar a causa do incidente”.

De acordo com as informações da Polícia Militar, a serpentina de um barril de chope explodiu, por volta das 20h30 de sexta. O Corpo de Bombeiros foi acionado para fazer uma vistoria no local, pois já havia sido comunicado um problema com o barril.

Segundo uma testemunha, era a inauguração de um quiosque e o barril de chope estava dando problemas.  Júlio teria tentado arrumar e acabou morrendo na explosão.  Após o acidente, as pessoas ficaram assustadas e houve o princípio de um tumulto, que logo foi controlado.

Segundo o shopping, as lojas fecharam após a explosão e o todo o centro de compras encerrou as atividades.

Fonte: R7




Deixe seu comentário