Prefeitura recomenda acesso por transporte público para a Fórmula Indy em Santana

Neste fim de semana (4 e 5) mais de 40 mil pessoas são esperadas por dia pelo Anhembi para acompanhar a SP Indy 300. Para chegar ao evento, a prefeitura de São Paulo recomenda a utilização de transporte público. Ônibus expressos especiais sairão do Aeroporto de Congonhas e das estações de metrô Barra Funda, República, Trianon-Masp e Tietê. O circuito da corrida acontece nas ruas da região de Santana, zona norte de SP, que recebe a partir desta sexta-feira (3) um esquema especial de organização de tráfego e transporte.

Os ônibus do Expresso SPTrans Indy 300 são acessíveis a pessoas com deficiência e partem de 5 miniterminais para o circuito, sem paradas. Os pontos de embarque são Trianon/MASP (avenida Paulista, em frente ao Parque Trianon), estação República (Praça da República com Rua do Arouche), Aeroporto de Congonhas, estação Tietê (Avenida Cruzeiro do Sul) e estação Barra Funda (rua Professor Wilfrides Alves de Lima, entre a rua Tagipuru e a av. Auro Soares de Moura Andrade).

Os bilhetes para o serviço serão vendidos no local de embarque e não haverá aquisição antecipada. Para ida e volta, o valor do transporte é de R$ 12 por dia. Somente ida ou somente volta custam R$ 8. Mais detalhes estão disponíveis na página sptrans.com.br/formula_indy_2013/.

Além das linhas expressas, a SPTrans oferecerá transporte gratuito às pessoas com deficiência. O serviço Atende, que opera com vans adaptadas para cadeiras de rodas, estará disponível nos 5 miniterminais. Na região do circuito haverá ainda transporte adaptado no estacionamento PAMA e em duas linhas especiais: a externa ligará dois extremos da avenida Olavo Fontoura (praça Campos de Bagatelli e ponte Casa Verde) e a interna passará por três pontos, próximo à passarela e elevador, ao lado da saída do “trenzinho” e ainda próximo aos boxes.

Outra opção para acessar a corrida são os táxis no bairro de Santana. Na chegada ao evento, o desembarque deverá ser realizado preferencialmente na rua Brazelisa Alves de Carvalho, que apresenta o menor trajeto até os portões de acesso ao evento. Para saída, os táxis serão distribuídos em dois pontos, na rua Anita Malfatti com a avenida Olavo Fontoura, e outro na praça Campo de Bagatelle, junto à avenida Olavo Fontoura.

Haverá ainda área reservada para estacionamento de ônibus fretados na avenida Braz Leme, sentido Centro, entre a rua do Aclamado e rua Sorór Angélica. O desembarque e embarque de passageiros deverá ser realizado na avenida Braz Leme, ambos os sentidos, entre a rua Dr. Melo Nogueira e rua Marambaia.

CET
Durante a SP Indy 300, uma equipe de mais de 700 pessoas da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) garantirá a segurança e a fluidez do trânsito no entorno do circuito. Uma Central de Gerenciamento de Operações será ativada na rua Paineira do Campo. Participarão da força-tarefa técnicos na central e operadores de tráfego, com 80 viaturas e apoio de guinchos e motos.

A CET alerta que não há previsão de bolsões de estacionamento para veículos de passeio nas proximidades do circuito da corrida. As vias públicas no entorno do Parque do Anhembi serão regulamentadas para proibição de estacionamento. A companhia lembra que não é permitido parar sobre calçadas, canteiros centrais, ajardinamentos e frente a guias rebaixadas. Outra recomendação é o cuidado com guardadores de veículos, que podem indicar vagas em locais não permitidos.

Para orientar os pedestres, equipes especializadas irão desenvolver, das 7h às 18h, medidas de orientação e fiscalização nos principais cruzamentos no entorno do parque Anhembi, como as avenidas Brás Leme com Rua Zanzibar, entre as ruas Doutor Mello Nogueira e Marambaia, as ruas Voluntários da Pátria, Paineira do Campo, Marechal Odílyo Dennys, e na praça Campo de Bagatelle com avenida Santos Dumont.

Como o circuito da corrida de Fórmula Indy é prioritariamente de rua, a CET vai bloquear ao tráfego diversas vias da região, até 20h de domingo (5). A lista completa de alterações está disponível na página cetsp.com.br/consultas/sp-indy-300.aspx.

Os motoristas que não estiverem se encaminhando para a corrida são aconselhados a utilizar rotas alternativas. A ponte Governador Orestes Quércia é a melhor opção de desvio para evitar o entorno do Sambódromo, a praça Campo de Bagatelle e a Marginal do Tietê (pista local sentido Castelo Branco). É indicada principalmente para quem possui como destino a zona norte da cidade ou as rodovias dos Bandeirantes, Anhanguera ou Castelo Branco.

Para a avenida Olavo Fontoura, a opção de desvio será a avenida Braz Leme e/ou Marginal do Tietê. Já para a avenida Assis Chateaubriand (Marginal Tietê, pista local sentido Castelo Branco), a opção de desvio será a pista central e expressa da Marginal Tietê.

Direitos humanos
Professores e estudantes matriculados no curso técnico de mecânica do Programa de Qualificação Profissional da População em Situação de Rua visitaram nesta quinta-feira (02) algumas instalações da Fórmula Indy, no Anhembi, para conhecer o processo de preparação dos carros e outros aspectos ligados à parte técnica da corrida. A visita, tida como aula inaugural, é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC).

Além desta iniciativa, a secretaria promove outras duas ações ligadas à Fórmula Indy. A primeira delas é uma oficina de customização de carrinhos utilizados por catadores de materiais recicláveis e sua posterior exposição no próprio Anhembi, de modo que os equipamentos possam ser vistos pelo público que acompanhará a corrida no fim de semana. De acordo com a SMDHC, a exposição pretende despertar a reflexão e o debate sobre a promoção de direitos dos catadores de materiais recicláveis e a valorização de seu trabalho.

Os participantes da aula técnica e da oficina receberão certificado oferecido pela Fórmula Indy e pela SMDHC e serão convidados ainda a assistir ao treino do próximo sábado (04).

Por fim, a secretaria lança neste mês a campanha “Direitos Humanos na Cidade de São Paulo”, que contará com vídeos e cartazes protagonizados pelos próprios pilotos da Fórmula Indy, com mensagens que visam esclarecer o que são os direitos humanos. Temas como juventude, LGBT, idosos, migrantes, mulheres, igualdade racial e população em situação de rua estão entre os temas que serão abordados na campanha.

Ingressos
Ainda há ingressos para a SP Indy 300 em sete setores. A corrida terá treino no sábado (04) e competição no domingo (05). A bilheteria funciona diariamente até o dia da corrida no Parque Anhembi (Av. Olavo Fontoura, s/n). A compra também pode ser feita pelo site www.tkt1.com.br.




Deixe seu comentário