São Paulo incrementa o calendário de grandes eventos com a Fórmula Indy em Santana

Em vistoria ao circuito da São Paulo Indy 300, o prefeito de São Paulo afirmou que a Fórmula Indy é um exemplo prático do esforço da Prefeitura para que ampliar o calendário de grandes eventos da cidade. “A Fórmula Indy deu certo em São Paulo. É um dos grandes eventos de automobilismo do mundo e tem sido realizada com sucesso na cidade. Por ano, temos 25 grandes eventos e a meta é, ao longo da próxima década, realizar 55 grandes eventos na cidade. A média de um por semana para movimentar a nossa economia. Com certeza a Fórmula Indy veio contribuir com isso e as nossas expectativas estão focadas nas melhorias que fizemos”, afirmou o prefeito, em entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira (28/4), no Palácio das Convenções do Anhembi, no guia Santana, Zona Norte de SP.

Ao sediar a Fórmula Indy, São Paulo se tornou a única cidade do mundo a receber no mesmo ano provas das duas maiores categorias do automobilismo mundial, a Fórmula 1 e a própria Indy. A expectativa é que, a cada ano, o evento se torne mais conhecido e o público aumente.

Quarenta mil ingressos foram colocados à venda e cerca de 12% ainda estão disponíveis para compra. Para o presidente da SPTuris, a prova da Indy acelera ainda mais o turismo na cidade. “São Paulo é uma cidade que tem no tripé negócios, eventos e cultura a sua riqueza maior. Isso tem feito que os hotéis estejam batendo todos os recordes de ocupação. Temos a expectativa que a Fórmula Indy influencie ainda mais o turismo da cidade este ano. Jornalistas e agentes de viagens da América do Sul já têm nos procurado para formular pacotes turísticos para futuras edições”, ressaltou.

A corrida, em circuito de rua, será realizada no próximo domingo (1), às 13 horas, e marca a quarta etapa da temporada 2011. Este é o segundo ano consecutivo que a Fórmula Indy é realizada na cidade de São Paulo.

Em junho do ano passado, a Prefeitura e a Indy Racing League (IRL) firmaram um acordo para que uma prova da categoria seja na cidade. O acordo que tem vigência até 2018.

Circuito

O Circuito Anhembi tem 4.080 metros de extensão, 11 curvas e três principais pontos de ultrapassagem. Idealizado pelo neozelandês Tony Cotman, este é o primeiro traçado urbano na América Latina a receber uma prova da categoria. O percurso passa por dentro do Sambódromo, pela área de estacionamento do Pavilhão de Exposições e por um trecho de 1.500 metros da Marginal Tietê, na qual os carros podem atingir velocidade superior a 300 km/h.

A Prefeitura investiu aproximadamente R$ 15,5 milhões para preparar o entorno do Anhembi especialmente para a prova e a expectativa da SPTuris é que o evento traga um retorno de R$ 80 a R$ 95 milhões para a cidade. Além do recapeamento das vias, houve correção da drenagem, fresagem do pavimento no trecho da pista que passa dentro do Sambódromo, entre outras melhorias da infraestrutura local.

A prova marca, também, a preparação para as 500 Milhas de Indianápolis, umas das principais provas da categoria, que este ano completa 100 anos de existência. O atual líder do campeonato é o bicampeão Dario Franchitti. Dos 27 pilotos que participarão da Itaipava São Paulo Indy 300 estão cinco brasileiros: Bia Figueiredo, Helio Castro Neves, Rafael Matos, Tony Kanaan e Vitor Meira.

Operação de trânsito e de transporte público

Para garantir a acessibilidade do público e a fluidez do trânsito, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) implantará um plano especial de tráfego e transporte durante a corrida. Serão mais de 700 funcionários – entre técnicos na Central de Operações e operadores de tráfego – e 80 viaturas envolvidos, além do apoio de guinchos e motos. A sinalização será feita com mais de 1.200 cavaletes, 350 cones, 493 cilindros, 4.120 metros de gradil, 14 painéis de mensagem variável, 40 faixas de orientação e 115 rolos de fita zebrada.

A SPTrans colocará à disposição dos usuários três linhas expressas de ônibus partindo de miniterminais temporários implantados no Aeroporto de Congonhas, estação Tietê do Metrô e estação Barra Funda do Metrô. A tarifa será de R$ 6,00 somente ida e de R$ 9,00, ida e volta. Para a Operação Saída foram credenciados 2 mil táxis na Rua Anita Malfatti e na Praça Campo de Bagatelle.

Fonte: Prefeitura de São Paulo




Deixe seu comentário